Blog
Home      Blog
  12 de agosto de 2011

LIÇÃO DE VIDA


LIÇÃO DE VIDA

                                                                 José Carlos Buch

Alguns fatos marcaram o ano de 1961. Para nós brasileiros, a renúncia do presidente Jânio Quadros ocorrida em 25 de agosto mudou o curso da nossa história. Para o mundo,  os registros mais importantes dizem respeito à primeira viagem do homem ao espaço pelo cosmonauta russo Yuri Gagarim, em 12 de abril e o início da construção do fatídico  muro de Berlim, que ficou conhecido como “muro da vergonha”,  no mês de agosto e que dividiu a Alemanha em dois países. Ao final daquele mesmo ano de 1961,  com diploma do curso primário nas mãos conquistado no então “Grupo Escola de São Francisco”, onde hoje funciona a Secretaria de Promoção Social,   imaginei ter encerrado o meu aprendizado nos bancos escolares. Alfabetizado,  sonhava continuar trabalhando durante o dia no ofício nada salubre de empalhador de cadeiras,  na então fábrica de cadeiras dos Irmãos Morandin,  cumprindo a jornada de segunda à sábado de semana inglesa(todos trabalhavam até o meio dia de sábado), à noite brincar de salva pega  com os  amigos, jogar peladas nos sábados e  futebol  aos domingos, com direito a usar fardamento e tudo,  defendendo as cores(sem cores) do  time da “Vila Sicopan”, deslocando-se nas carrocerias de caminhões(que perigo!!!) até as fazendas da região. Era a vida de um menino pobre de periferia que um dia havia  sonhado viver  e que me fazia feliz. Na época,  não era preciso muito para ser feliz.  A grande maioria dos meus amigos de infância abraçou essa conduta e nenhum deles chegou a cursar o ginásio(atual ensino fundamental). Foi aí que meu pai, então um humilde carroceiro,  apesar da sua simplicidade e ignorância,  teve uma atitude nobre. Diante da minha insistente recusa em continuar na escola,  aplicou-me, por uma única vez,  um corretivo, suficiente para provocar soluços, mas, certamente a mais importante lição de vida que um ser humano possa receber. Àquelas  sábias e oportunas palmadas devo o meu crescimento como ser humano e minha realização profissional. Esse fato foi trazido à lembrança ao ler uma carta  escrita pelo homem que viria a ser um dos mais notáveis e importantes presidentes dos Estados Unidos, na verdade,  o 16ª presidente que governou no período de 1861 a 1865 e que foi endereçada  ao professor do seu filho. Eis o primor da correspondência escrita há mais de 180 anos. —  “Caro professor, ele terá de aprender que nem todos os homens são justos, nem todos são verdadeiros, mas por favor diga-lhe que, para cada vilão há um herói, que para cada egoísta, há também um líder dedicado, ensine-lhe por favor que para cada inimigo haverá também um amigo, ensine-lhe que mais vale uma moeda ganha que uma moeda encontrada, ensine-o a perder, mas também a saber gozar da vitória, afaste-o da inveja e dê-lhe a conhecer a alegria profunda do sorriso silencioso, faça-o maravilhar-se com os livros, mas deixe-o também perder-se com os pássaros no céu, as flores no campo, os montes e os vales. Nas brincadeiras com os amigos, explique-lhe que a derrota honrosa vale mais que a vitória vergonhosa, ensine-o a acreditar em si, mesmo se sozinho contra todos. Ensine-o a ser gentil com os gentis e duro com os duros, ensine-o a nunca entrar no comboio simplesmente porque os outros também entraram. Ensine-o a ouvir todos, mas, na hora da verdade, a decidir sozinho, ensine-o a rir quando estiver triste e explique-lhe que por vezes os homens também choram. Ensine-o a ignorar as multidões que reclamam sangue e a lutar só contra todos, se ele achar que tem razão. Trate-o bem, mas não o mime, pois só o teste do fogo faz o verdadeiro aço, deixe-o ter a coragem de ser impaciente e a paciência de ser corajoso. Transmita-lhe uma fé sublime no Criador e fé também em si, pois só assim poderá ter fé nos homens. Eu sei que estou pedindo muito, mas veja o que pode fazer, caro professor. Abraham Lincoln, 1830.” Do mesmo autor colacionamos algumas sábias frases que não poderiam faltar   neste artigo: –“Quase todos os homens são capazes de suportar adversidades, mas se quiser por à prova o caráter de um homem, dê-lhe poder. — Ninguém é suficientemente competente para governar outra pessoa sem o seu consentimento. — Podeis enganar toda a gente durante um certo tempo; podeis mesmo enganar algumas pessoas todo o tempo; mas não vos será possível enganar sempre toda a gente.” — Os tempos são outros, mas os ensinamentos continuam sempre atuais.   

                                                       advogado tributário

www.buchadvocacia.com.br  

buch@buchadvocacia.com.br

VEJA TAMBÉM:
10 de maio de 2024
MÃE, SEMPRE COMEÇA COM “M”
10 de abril de 2024
FRASES QUE DIZEM MUITO – PARTE XII
26 de março de 2024
CRIME DA MALA, A VERDADEIRA HISTÓRIA
27 de fevereiro de 2024
FRASES QUE DIZEM MUITO – PARTE XI
19 de fevereiro de 2024
ANEDOTAS DE ADVOGADO
23 de janeiro de 2024
OS IRMÃOS QUE QUASE FICARAM MILIONÁRIOS

Solicite uma reunião com nossos
advogados especialistas:

Desenvolvido por BCS Desenvolvimento
Abrir bate-papo
Olá
Podemos ajudá-lo?