Blog
Home      Blog
  13 de outubro de 2020

O COPINHO DE ISPOR DE CAFÉ


 O COPINHO DE ISPOR DE CAFÉ

(baseado numa experiência real)

                                                                 José Carlos Buch

O vídeo da New Look Organization está viralizando no WhattSapp e mostra um jovem palestrante usando óculos de grau, camiseta preta e blazer cinza escuro, muito seguro de si em transmitir sua inusitada e interessante mensagem. Reproduzi-la é a melhor forma de prestar homenagem àqueles que dão ou algum dia deram ao cargo ou status,  a importância que dão a um copinho de isopor de café. Mas,   serve também para muitos próceres ou que se julgam ser, conhecer o verdadeiro sentido do verbo repristinar. Vale a pena conferir a palestra. – “Houve um antigo Subsecretário de Defesa que foi convidado para falar em uma grande conferência para mil pessoas. Ele estava de pé no palco com seu copo de café –  um copinho de isopor –  preparando-se para dar início com seu PowerPoint atrás de si. Ele se sorveu de um pouco do café, sorriu,  olhou novamente para o café,  então saiu do script e disse: –  Vocês sabem,  ano passado eu falei exatamente nesta mesma conferência. Ano passado, eu ainda era o Subsecretário e quando eu aqui falei, eles pagaram minha passagem aérea na classe business e,  quando cheguei no aeroporto havia alguém me esperando para levar-me ao meu hotel; então eles me levaram até o meu hotel e lá  já tinham feito meu check-in e  me acompanharam até o meu quarto.  Na manhã seguinte,  eu desci e havia alguém me esperando no lobby para cumprimentar-me e eles me trouxeram de carro para este mesmo lugar. Eles me acompanharam pela entrada de trás e me levaram até o salão verde onde me deram um café em uma linda xícara de cerâmica.   Hoje eu não sou mais o Subsecretário. Eu vim até aqui de ônibus. Peguei um táxi para o meu hotel e fiz eu mesmo o check-in. Quando eu desci para o lobby esta manhã, ninguém estava a minha espera. Então eu peguei outro táxi para chegar até aqui. Entrei pela porta da frente e vim sozinho para a parte de trás e,  quando eu perguntei a alguém se tinha café, foi me indicada uma máquina de café no canto onde me servi neste copo de isopor que está aqui. A lição é que, na verdade  a xícara de cerâmica nunca foi para mim. Era para o cargo que eu exercia. Eu mereço um copinho de isopor!!!  Lembrem-se disso quando ganharem fama, riqueza, cargos e prioridade – as pessoas vão te tratar melhor. Elas segurarão portas abertas para você; elas lhe servirão xícaras de chá e café sem você mesmo pedir; elas lhe chamarão de doutor ou doutora e lhe darão coisas. Nada disso é para você, aquelas coisas são para o cargo que você ocupa. Elas, as coisas,  são para o nível que você conquistou de líder ou de sucesso,  ou  o que você queira denominar, mas você sempre merecerá um copinho de isopor.  Lembrem-se disso!  Lembrem-se daquela lição de humildade e gratidão. Vocês podem aceitar tudo aquilo que ganharam de graça. Vocês podem aceitar todas as regalias, sim,  vocês podem desfrutá-las, mas apenas agradeçam por elas e saibam que elas não são pra vocês. Eu me lembro de estar saindo do Acela(Amtrak Acela – trem expresso) que eu o havia tomado em  New York para Washington DC, ao chegar desci do trem como qualquer um. Estava descendo para a plataforma e passei pelo General Norty Schwartz,  que tinha sido o chefe da equipe de Força Aérea dos Estados Unidos, na verdade o comandante da Força Aérea Americana.  E,  ali eu vi um cara de terno carregando sua própria mala,  plataforma abaixo,  assim como eu. Há pouco tempo ele voava em jatos particulares e uma comitiva e,  outras pessoas carregavam sua bagagem, mas ele não mais ocupa o cargo e,  então agora ele tem que arrastar sua própria mala. Aquela cena me fez lembrar que,  nenhum de nós merece as regalias que ganhamos, todos nós merecemos um simples copinho de isopor de café. – E,  então, você merece um copinho de isopor ou uma xícara de cerâmica?” ERRATA: No artigo de domingo passado(dia 11/10) –  “A primeira professora, a gente …” –  o nome da professora Ceminha Siqueira Canhamero,  foi grafado errado. Tão importante quanto corrigir o erro é pedir escusas.   

                                                        www.buchadvocacia.com.br

                                                        buch@buchadvocacia.com.br

VEJA TAMBÉM:
10 de maio de 2024
MÃE, SEMPRE COMEÇA COM “M”
10 de abril de 2024
FRASES QUE DIZEM MUITO – PARTE XII
26 de março de 2024
CRIME DA MALA, A VERDADEIRA HISTÓRIA
27 de fevereiro de 2024
FRASES QUE DIZEM MUITO – PARTE XI
19 de fevereiro de 2024
ANEDOTAS DE ADVOGADO
23 de janeiro de 2024
OS IRMÃOS QUE QUASE FICARAM MILIONÁRIOS

Solicite uma reunião com nossos
advogados especialistas:

Desenvolvido por BCS Desenvolvimento
Abrir bate-papo
Olá
Podemos ajudá-lo?