Blog
Home      Blog
  17 de janeiro de 2011

PRODUTO DA MARCA -CHING-LIN-


PRODUTO DA MARCA “CHING-LIN”   

                                                        José Carlos Buch

Quem de nós não teve ou não tem certo fascínio pelos produtos importados, daqueles trazidos por sacoleiros do Paraguai? Seguramente todos nós temos uma queda por essas quinquilharias, principalmente eletrônicos, bebidas(nem sempre confiáveis), perfumes, cremes e outros quetais. Houve um tempo em que a economia de Ciudad del Este movimentava mais dólares do que o resto do Paraguai. Com a chegada de grande contingente de chineses em nosso país, este mercado persa  passou a ter competidores principalmente com as lojas, box e galerias da Rua 25 de Março e  Avenida Paulista, sem contar a famosa galeria Pajé, notabilizada  pelas batidas da polícia e representantes do fisco nas proximidades do Natal. Depois de apreender milhares de ônibus e veículos “NP – não pago”(como são conhecidos os veículos com parcelas do financiamento em atraso e normalmente com ordem judicial de busca e apreensão),  e lotar barracões com mercadorias contrabandeadas ou contrafeitas em Foz do Iguaçu, finalmente, o governo regulamentou o trabalho dos sacoleiros(já era tempo!), de modo que agora os produtos do Paraguai poderão ser adquiridos dos sacoleiros com documento fiscal(chic né!) e até com CPF na nota, mas a garantia…, bem a garantia,  continua  sendo “YO”, como ironiza o meu amigo João Roberto da Panapilhas. Nos dias de hoje está difícil descobrir o que é falso, genérico ou verdadeiro, principalmente em se tratando de eletrônicos. Se você observar a sua câmera fotográfica, comprada no “free shop” ou mesmo em qualquer loja do país, vai se surpreender ao verificar na etiqueta “made in China, Coréia, Taiwan, etc”. A explicação é simples – mão de obra barata e abundante fez com que as principais empresas como Sony, Olympus, Panasonic, Canon, Kodak e outras,  se instalassem nestes países asiáticos para produzir eletrônicos, tênis, confecções e tudo que você pode imaginar. Então, china por china, porque não comprar o mais barato? E pasmem, até mesmo as operadoras de celulares entraram nessa onda. Recentemente ganhei de presente da minha filha um celular oferecido a ela pela  Claro. Trata-se de um modelo tipo “Smart phone”(só sei operar o básico), da marca Huawei. Você conhece essa marca? Não!!!, Nem eu, mas é fabricado na China e com muita honra, dos chineses, é claro! Pois bem, é um genérico perfeito do mesmo modelo fabricado pela Motorola, Blackberry, com a vantagem de ser mais leve, mais fino e oferecido de “graça” pela operadora. Poderia ser também da marca “Ching-Lin”, que é o rótulo dado a tudo o que vem da China, para ser vendido à profusão em todas as partes do mundo e, principalmente pelos sacoleiros do Paraguai e da 25 de março. Se você ainda não se deu conta de que possui um produto chinês, seguramente é porque não observou a etiqueta dos seus eletro-eletrônicos e até mesmo do seu tênis. Assim, o eixo da produção industrial em massa se deslocou para a Ásia, deixando um rastro de desemprego e miséria em países até mesmo desenvolvidos, caso típico dos EUA. Com isso a China está trilhando o mesmo caminho percorrido pelo Japão a partir da década de setenta que consistia em “copiar para criar; criar para competir e, competir para vencer”. Assim, os equipamentos podem ser de marca e, certamente o são, mas poderiam ser também “Ching-Lin”, pois, são fabricados no mesmo país(China) e, com uma característica em comum,  são todos descartáveis.

                                                       advogado tributário

www.buchadvocacia.com.br   

buch@buchadvocacia.com.br

VEJA TAMBÉM:
10 de maio de 2024
MÃE, SEMPRE COMEÇA COM “M”
10 de abril de 2024
FRASES QUE DIZEM MUITO – PARTE XII
26 de março de 2024
CRIME DA MALA, A VERDADEIRA HISTÓRIA
27 de fevereiro de 2024
FRASES QUE DIZEM MUITO – PARTE XI
19 de fevereiro de 2024
ANEDOTAS DE ADVOGADO
23 de janeiro de 2024
OS IRMÃOS QUE QUASE FICARAM MILIONÁRIOS

Solicite uma reunião com nossos
advogados especialistas:

Desenvolvido por BCS Desenvolvimento
Abrir bate-papo
Olá
Podemos ajudá-lo?